sexta-feira, 16 de outubro de 2009

FAMÍLIA REUNIDA PARA AS REFEIÇÕES

Em um novo estudo publicado no periódico Social Policy Report, Barbara Fiese, pesquisadora da Universidade do Illinois, sugere que o incentivo às refeições em família deveria ser visto como algo positivo para a saúde. “Há poucas coisas que os pais podem fazer pela família, que sejam tão positivas para a saúde, como disponibilizar 20 minutos diários, algumas vezes durante a semana, para juntar todos os membros da família ao redor da mesa para fazer uma refeição”, diz Fiese. Alguns benefícios indicados pela pesquisadora são o fato que, de acordo com as pesquisas realizadas pelo Family Resiliency Center, crianças que fazem as refeições acompanhados da família desenvolvem um maior vocabulário (pois têm a oportunidade de conversar com pessoas de outras idades e próximas), têm menos propensão à obesidade e transtornos alimentares, desenvolvem menos transtornos de comportamento e, em média, consomem mais frutas e vegetais que outras crianças.Além disso, os pais também poderiam ter mais controle sobre os horários das refeições e limitar atividades paralelas à alimentação. “Outras pesquisas mostram que essa simultaneidade de atividades durante as refeições leva as pessoas, por diversos fatores, incluindo ansiedade, a consumir comidas ricas em açúcar e gordura ao invés de optar por comidas mais saudáveis. Fazer refeições em conjunto com a família vai além de compartilhar comida. Pode ajudar as pessoas a relaxar, se comunicar e se conhecer melhor, diminuindo os conflitos”, diz a pesquisadora, que também pesquisa a importância das rotinas familiares para promoção do bem-estar.“As pessoas se esforçaram e aprenderam que usar cinto de segurança ou capacete é importante para a proteção. Por que não pensar nas refeições em família como uma forma de melhorar a saúde de todos os membros da casa?”, questiona Fiese.(Society for Research in Child Development)

2 comentários:

Marcia do Rafa disse...

É EU JÁ TINHA LIDO UM ARTIGO SOBRE ISSO E NO ARTIGO DIZIA QUE EM TUDO A PESSOA SE DESTACA MAIS É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA MANTER ESTA TRADIÇÃO

Patrícia Angélica disse...

Cleo, desde que engravidei, passei a me preocupar muito com a alimentação. Depois que a Giovana nasceu, sempre controlei a alimentação dela por medo de que engordasse, e tivesse que lutar contra a obesidade a vida inteira, como eu. Faço um esforço danado para fazermos ao menos uma refeição juntos. Normalmente jantamos juntos e eu acho isso fundamental. É o único momento que temos para conversar e ficarmos juntos. Acho que todas as famílias deveriam fazer as refeições juntas.

Tema importantíssimo! Amei!

Um beijo

Postar um comentário