sábado, 29 de agosto de 2009

EM QUE CONSISTE A BELEZA DA MULHER?


Existem mulheres “bonitas”, outras “feias”, umas “magras demais”, outras “gordas demais”, existem as mulheres “perfeitas”(as palavras estão entre aspas porque considero beleza uma questão subjetiva).
Tratando de beleza e especialmente relativo as mulheres, o assunto é constante.
MAS POR QUE DEUS CRIARIA UMAS PESSOAS BONITAS E OUTRAS FEIAS? Não seria Ele injusto com algumas?
Embora eu não seja nem um padrão de beleza, tive poucos problemas com a minha aparência (exceto o meu nariz que eu não gostava, mas hoje não ligo muito rsrsrs e claro que uns quilinhos a mais desde a minha primeira gravidez me incomodam um pouco, mas...).
Mas sei que muitas mulheres, inclusive adolescentes, me dizem estar insatisfeita com sua aparência, se acham feias, e até sem valor.
Fatos como este me levaram a orar e refletir sobre a temática.
LOGO DESCOBRI (NA VERDADE EU JÁ SABIA) QUE DEUS NÃO É INJUSTO.

A palavra de Deus me assegura que: Ele criou homem e mulher, depois de uma justa avaliação, afirmou: “... QUE TUDO QUE HAVIA FEITO ERA MUITO BOM” (Gênesis 1.27-31).
E a Santa palavra ainda me assegura que: “a formosura é uma ilusão, e a beleza acaba, MAS A MULHER QUE TEME AO SENHOR será elogiada” ( Pv 31.30).
Está bem, você amada leitora, neste momento deve estar pensando que alguém é injusto nessa história. Eu concordo com você e lhe digo que o sistema e a mídia convencionaram um padrão de beleza e muda este padrão conforme os seus interesses capitalistas. Deus não tem nada a ver com isso, creio que Ele fica triste quando lamentamos que não somos loiras, ou morenas, não temos seios fartos, etc. e tal...
Me lembro de uma pesquisa que meu grupo apresentou na faculdade sobre a origem das loiras “oxigenadas”, estava no auge aquele ano. Descobrimos que quem trouxe esta moda para o Brasil (país tipicamente de pessoas morenas) foi a apresentadora Hebe Camargo que ao visitar os EUA e constatar que as apresentadoras daquele país eram na sua maioria loiras. A partir de então, Hebe introduziu a moda no Brasil. A apresentadora deu origem a outras apresentadoras loiras (quase um requisito para fazer sucesso) e a milhares de seguidoras da referida moda, rendendo riquezas aos donos de indústrias de água oxigenada e similares.
Em uma entrevista a apresentadora afirmou sua dedicação de clarear o cabelo toda semana para se manter “loira”.

Este é apenas um exemplo, mas a alienação nos rodeia muito de perto, somos tentadas a seguir o que a mídia nos dita.
Somos sabedores também que antigamente a moda era ser “cheinha”, ou, literalmente acima do peso em relação a moda atual. Tem países que ainda, estar na moda é estar “cheinha”.
Não pretendo com isso, compactuar com excesso de peso, nem em mim, nem em ninguém, temos que cuidar do nosso corpo que é o templo do Espírito Santo, bem como cuidar da nossa saúde. O que quero explicitar é que não devemos atender a demanda da mídia supervalorizando o que ela nos transmite e sermos ingratas com a nossa imagem criada por Deus.
A principal beleza da pessoa deve estar no coração (1Pedro 3.3-5).
Esta semana li a seguinte frase: ”A beleza é um dom real de Deus para as mulheres reais”,logo compreendemos que não devemos ser artificiais, podemos e devemos nos cuidar, arrumar, entretanto, não podemos depender disso para se sentir feliz.
Não teremos 20, 30, 40 anos para sempre, as rugas chegam, os cabelos brancos são inevitáveis..., todavia, a mulher que teme ao senhor será elogiada, será feliz, a sua confiança está em Deus e não nas curvas do seu corpo.

Agradeça ao Senhor pelo seu cabelo, a cor da sua pele, sua altura, a cor dos seus olhos...
Deus nos fez a sua imagem e semelhança, isto é, devemos ter o seu caráter como padrão definitivo de beleza, lembrando que: “os nossos dias são como a erva. Como a flor do campo assim floresce, passando por ela o vento, logo se vai, e o seu lugar não será mais conhecido” ( SL 103.15-16).
Não devemos ser mórbidas como alguém sem esperança, mas trocar a futilidade temporal por valores eternos.

3 comentários:

Patrícia Angélica disse...

Acho que todas as pessoas devem se cuidar. Cuidar da aparência e da saúde, porque estar muito acima do peso, não é só uma questão estética, mas, uma questão de saúde. Mas aí entram os princípios cristãos de não cometer exageros (comida e bebida), de que somos feitos à imagem e semelhança de Deus! Se conseguíssemos nos ver desta forma, seríamos mais felizes e satisfeitos com nós mesmos.

Beijos

Marcia do Rafa disse...

E mais... os seus filhos a chamarão de bem-aventurada. Sempre observo filhos que falam para sua mãe coisas do tipo “ está bem mãe já chega” ou “para de reclamar mãe” outros não dizem nada mas balançam a cabeça reprovando um comportamento ou uma frase da mãe. Não!! Prefiro ser feia (aos olhos da mídia) e temer a Deus sendo elogiada por meus filhos... Já ouvi alguém dizer: “não vou decidir agora vou pedir para minha mãe orar.” Que diferença da mulher sábia! Agora... é claro não podemos ficar descuidadas (por favor não estou fazendo apologia a isto) certamente a “famosa” mulher de provérbios andava linda e cheirosa aos olhos do seu marido... porém sua sabedoria superava as demais qualidades...

Talita disse...

Sábias palavras...
Linda família!
Beijinhos

Postar um comentário